DAR – Desentorpecendo A Razão

Coletivo Antiproibicionista de São Paulo

A Dica Do DAR desta semana indica importante e irreverente evento que acontece na USP a partir desta segunda. Além dos fundamentais debates sobre gênero e drogas, a semana colaborará com a Marcha da Maconha SP em sua reta final de arrecadação. Confiram abaixo texto de divulgação e programação, e tirem as barbas de molho!

***

A Semana de Barba, Bigode e Baseado é uma semana barbuda, bigoduda e baseada em argumentos antiproibicionistas. A repetição cumpre o papel do estereótipo da fala mal articulada e que muito fala mas pouco diz. Demo-nos esse prazer. Porque droga não é demônio. Porque o que está em pauta aqui é a autonomia sobre o próprio corpo e a liberdade de escolha. A semana de BBB é uma incitação à libertação, uma frente a um Estado autoritário e patriarcal.

E porque antiproibicionismo não é coisa de macho, incitamos as mulheres que também deixem crescer seus pelos livremente, desd’a perna, ao suvaco, buço, sobrancelha: libertar os nossos pelos da jaula em que prendem nossa mente.

Deixem seus pelos crescerem e voarem livremente nas brisas gentis nesses tempos repressivos. Deixamos aqui nosso convite a uma semana de caráter lúdico e libertário, porque visamos aqui à emancipação humana:

PARTICIPE

***Segunda 16.04
Exibição do documentário “Externos” + debate com Coletivo Yabá
tema: um recorte de gênero na questão das drogas
[às 20h no espaço verde]
Sessão Cheech & Chong de Cinema com larica
[às 22h no espaço verde]

***Terça – 1,2,3 e JAH!
Terça i FUMA com gincanas
[às 19h no espaço verde]
– para efeitos jurídicos afirmamos que será fumado apenas orégano – substância lícita.

***Quarta
Intervenção Libertária na Quartonha – cervejada com samba
[às 18h no vão da hist]

***Quinta
Plantão de cultivo
[às 18h no espaço verde]
Orgia Poética
[às 21h no espaço verde]

***Sexta
Debate”Travestis e drogados: (des)marginalizando comportamentos”
[às 18h no morrinho - se chover vai rolar no vão da história]

com: Heloísa Buarque (Profª de Antropologia e Gênero), Júlio Simões (Prof. de Sexualidades e Ciências Sociais), Alexandre Peixe Santos (Já trabalhou com Redução de Danos e tem uma longa trajetória no movimento LGBT) e a Marcha da Maconha.

Tb na sexta:
Festa queimando o bigode – festa de arrecadação para a Marcha da Maconha.
[às 21h no espaço verde]

traje recomendado pra semana:
para homens: bigode
para mulheres: queremos você livre, venha como quiser!

* NÃO PORTE SUBSTÂNCIAS ILÍCITAS. O USO DE DROGAS PODE SER PREJUDICIAL À SAÚDE, À FAMÍLIA, À TRADIÇÃO E À PROPRIEDADE.!

 

2 Comentários

  1. [...] (veja programação do evento aqui) Camilla Haddad – O Estado de S. Paulo [...]

  2. Gustavo disse:

    “O uso de drogas pode ser prejudicial a saúde, a família, a tradição e a propriedade.” HAHAHAHAHA
    Esqueceram a virilidade e o caráter! AHUAHUAUHAAHU


  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Mais visitados

ROTA mata 6 (com denúnci

PCC impõe toque de recolher em São Paulo Diario de S.Paulo ...

Sexismo na Marcha da Maco

Coletivo DAR Como propor um debate produtivo e inclusivo sendo que ...

MANIFESTO CONTRA PROIBIÇ

Defender a realização da Marcha da Maconha é defender a ...

LSD com anfetamina?

   Desconstrução do mito Pois bem, vamos às evidências que apontam para ...

Na USP, PM faz o de sempr

Alunos entram em confronto com a Polícia Militar na USP Manifestação ...